2013-07-05

Contra as regalias do governo

Hoje lendo as notícias sobre os abusos com o dinheiro publico com relação a vôos, me chamou a atenção o Ministro Joaquim Barbosa também ter utilizado o dinheiro publico para esse fim.

Após ler mais um pouco, encontrei nota do STF (Superior Tribunal Federal) informando que os ministros do Supremo Tribunal Federal possuem uma cota anual de passagens garantida desde 1995 conforme transcrevo abaixo:

"...Decisão administrativa de 1995 regulamentou cota de passagens aéreas a ser utilizada pelos gabinetes dos Ministros de acordo com a necessidade de deslocamento de cada um deles, havendo limite para os gastos..."

Por que temos que pagar esse tipo de gasto uma vez que já recebem um gordo salário? Esse gordo salário deve permitir comprar passagem para voltar para casa.

Na minha opinião esse tipo de despesa deveria ser usada apenas em serviço.

Vários funcionários da iniciativa privada precisam se deslocar para outras cidades ou até mesmo estados e deixam suas casas e familiares em busca de emprego. Mudam-se para trabalhar e tentar uma vida nova. Quando precisam voltar e visitar sua família, pagam do próprio bolso. Portanto o mesmo deveria ser para o funcionalismo público. Por que são diferentes?

Vamos ficar de olho nessas regalias e protestar nas ruas contra esses abusos!

Veja a nota do STF:

http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=243038

Veja link para matéria sobre o Joaquim Barbosa:

http://www.jb.com.br/pais/noticias/2013/07/05/stf-diz-que-barbosa-usou-verba-da-corte-para-vir-ao-rio-onde-mora/

Nenhum comentário:

Postar um comentário